Saiba quais ferramentas do coaching ajudam na tomada de decisões

Mas as ferramentas do coaching podem entrar nessa jogada como escavadoras de decisões. Afinal, compreendendo a pessoa e o seu momento de vida, o coach auxilia a criação de metas e objetivos, construindo uma nova rota para um viver mais produtivo e leve.

Você tá nessa vibe e precisa mudar, mas não sabe como? Continue aqui que vou te explicar mais sobre esse processo e, mais importante, sobre como ele pode te ajudar a ter um novo encontro com seus sonhos e propósitos. Pronto? Então, here we go!

Coaching transforma vidas. Simples assim

Não é pretensão minha ou de qualquer outro profissional: já está mais do que comprovado que o coaching é o processo de mentoria que traz os melhores resultados para transformações de vida. Seja no âmbito pessoal, profissional ou até mesmo de saúde.

Cada decisão que tomamos ao longo da vida pode determinar nosso sucesso ou frustração. Por isso, ser assertivo e partir para uma mudança de planos pode ser bem difícil. Nesses casos, o coach pode auxiliar a pessoa a identificar e viabilizar a tomada de decisão, de maneira que ela se sinta mais segura e confiante para iniciar a transição.

O coaching oferece ferramentas de autoconhecimento

O intuito delas é explorar todos aspectos da vida, mostrando em que pé as coisas estão em cada uma das áreas. Com uma classificação feita pela própria pessoa, já é possível identificar qual aspecto vamos atacar primeiro, e criar uma lista de atividades rumo à guinada.

E ainda é possível aprofundar mais em um determinado ponto. Seja o foco pessoal ou profissional, pegamos um desses aspectos e avaliamos quais são seus pontos fortes e fracos, as ameças e oportunidades. Em seguida, podemos traçar um plano de ação para destacar ainda mais o que é bom e neutralizar os aspectos ruins.

Sabe a análise SWOT, tão famosa nas empresas? É basicamente isso. Se não a conhece, não há problema. Estamos em busca de transformações e autogestão, e não de teorias clássicas de administração, ok?

Há ferramentas de coaching para cada caso

Antes de mais nada, é preciso que fique claro: a ferramenta ideal vai depender do mentorado, do seu empenho com o processo e do momento de vida em que ele está.

Algumas pessoas estão mais propensas a correr riscos, para obter resultados mais rápidos. Já outras gostam de pisar em um terreno firme, dando poucos passos por vez. E está tudo bem.

Meu papel é descobrir quem é quem, ajudando cada um com as ferramentas certas. Com suas individualidades, todos podem mudar e viver seus sonhos do mesmo jeito.

É sempre bom fazer um levantamento dos recursos

Algumas vezes, os bloqueios que temos para tomar decisões existem por um medo inconsciente da perda. Se não mensurarmos exatamente quais são nossos recursos e percebermos que dá para seguir adiante, nossa mente paralisa.

Assim, ao utilizarmos o levantamento de recursos no coaching obtemos a visão da situação atual do coachee, e este pode optar quais caminhos quer seguir. Com a noção real do que ele já tem, a cabeça fica livre para criar o que ele ainda quer.

É como sair para acampar: a trilha fica menos cansativa quando sabemos que há água e comida suficientes na mochila…

O coaching também possibilita consultorias criativas

Imagine aprender a tomar decisões mais assertivas e ainda inserir arte e criatividade na sua vida! Se você ainda não tinha pensado nisso, saiba que as duas coisas têm tudo a ver.

Todo mundo fala sobre “pensar fora da caixa”. Mas, se enxergamos apenas monotonia e rotina na vida, fica difícil criar, certo? E a criatividade pode estar no simples — nas coisas de criança, inclusive!

Imagine-se entregando uma solução inovadora para a sua empresa ou futuros clientes. Algo eficiente, mas tão fácil e prático que ninguém havia pensado antes. Coisas assim causam impacto, e mudam a sua imagem profissional para sempre!

Enfim, espero que tenha curtido ler sobre algumas das dezenas de ferramentas de coaching que existem. Agora, se estiver a fim de bater um papo comigo e conhecer mais sobre o coaching criativo, marque hoje mesmo a sua aula experimental! Estou te esperando, hein? 😉